09/06/09

Junho

Há muito mais a dizer
Do que transpões em palavras.
Há muito mais no viver
Do que ansiar por ti.
E porque me ofereces o mundo
Se ele não te pertence?
Porque me ofereces o coração
Se não o poderás controlar?

Há muito mais num segundo
Que o som de um palpitar.
E as nossas almas corrompidas,
As nossas mentes encardidas
Serão sempre indignas de amar.

O céu tem muito mais
Que o simples brilhar das estrelas
E por certo não merecemos
Apenas vê-las a elas.
O mundo é muito mais
Que o som de gargalhadas,
Soframos pois no presente
A dor das falhas passadas
(pois se somos seres perfeitos
não podemos nunca errar).

Sim, há muito mais na vida
Do que viver para amar.

9 de Junho de 09

1 comentário:

Péssima Estreia disse...

'-É curioso! Só vivi dois anos nesta casa, e é nela que me parece estar metida a minha vida inteira!
Ega não se admirava. Só ali, no Ramalhete, ele vivera realmente daquilo que dá sabor e relevo à vida - a paixão.
-Muitas outras coisas dão valor à vida... Isso é uma velha ideia de romântico, meu Ega!
-E que somos nós? - exclamou o Ega. - Que temos nós sido desde o colégio, desde o exame de latim? Românticos: isto é, indivíduos inferiores que se governam na vida pelo sentimento, e não pela razão...'

Românticos, somos todos uns verdadeiros românticos!