02/01/11

Uma dia ele mostrou-me uma notícia sobre um senhor que fez um medicamento para dores de coração. Um medicamento a sério, um analgésico, porque quando o coração dói, dói mesmo. É físico. Pois bem, agora eu preciso de um.

4 comentários:

Gabriela disse...

Não Inês, retirei da net, como todas as daquele blog, quando coloco algumas da minha autoria costumo identificar :)
Oh, e eu adorei este post!

Francisco Almeida disse...

Bem... Quando arranjares, dá-me um.

pirulito disse...

:( qualquer um serve, foi isso que ele provou.

Francisco Almeida disse...

Se eu parar de lutar, desistem de mim. (Já desistiram que é bem diferente.) Mas se não lutar por algo, apercebo-me que estou a morrer. A morrer, porra. Eu estou a aprender a estar sozinho - passei o dia todo de hoje - e está-me a afectar o cérebro demasiado depressa. Demasiado depressa e não sei que faça, nem sei como lutar. Rien de rien. E pronto, desabafo do dia. O meu conselho é que se queres vencer o teu medo fá-lo muito mas muito gradualmente. Sem pressas.