04/02/11

le jour de demain

Não olhes para trás,
que nas tuas costas há fantasmas,
que nas tuas costas há tempestades,
que nas tuas costas há medo,
que nas tuas costas há saudade.
Olha sempre e somente para a frente,
ou então perdes-te na dor da repetição.

1 comentário:

annie disse...

que bonito.
é mesmo, nisso concordo plenamente. mas entretanto acaba por passar e tudo melhora, é nisso que temos que nos concentrar.