15/03/11

ah, eu era tão feliz na altura,

é uma frase que tem sido recorrente nas nossas conversas.
Estamos todos perdidos, não estamos?

2 comentários:

Isa Meireles disse...

Como eu também tenho usado essa frase... Tantas vezes...

Francisco Almeida disse...

Soou a livro de auto-ajuda, mas eu entendo. Há sempre um fundo de verdade nos clichés. Só que os clichés não se aplicam sempre a todos. E, neste caso, não depende de mim. Se eu tivesse um coração obsessivamente egoísta, já dependeria. Não depende. E ninguém gosta de ser torturado todos os dias, sem poder fugir, por uma questão de respeito e culpa. Não deixas de ter razão.

E eu sei. Ou não sei, mas não interessa.