03/07/09

Cordas

Foi assim que me amarraste, com apenas um olhar,
Uma expressão nos teus olhos que me atou
Como muitas cordas, impedindo-me os movimentos.
E com apenas uma palavra emudeceste-me de tal forma
Que não disse nada, apesar dos inúmeros pensamentos
Que assomaram, no momento, à minha mente.
E por favor não o repitas.
Não voltes a olhar-me dessa forma,
Não pronuncies de novo tais palavras,
Não, eu nunca mais quero perder a coerência.

E vou repetir estas palavras tantas vezes,
As vezes necessárias para que se tornem verdade,
Como se de facto eu não gostasse do que ouvi,
Como se eu tivesse ficado igual depois de ver como me olhaste.
É impossível.
Não posso escondê-lo, nem de mim mesma,
Que gostava que me deixasses uma vez mais sem palavras.


2 de Julho de 2009

2 comentários:

disse...

Gosto muito do teu blog :$
Beijo*

Péssima Estreia disse...

isto parecia muito a mim.
andamos a trocar de papeis ines :o