03/08/09

Compilação de pensamentos desiludidos

Porque é que me fazes perder o sentido?
Porque é que me fazes suspeitar dos meus próprios sentidos?
Porque é que me fazes querer ser mais, ser melhor, ser diferente?
Porque é que partes e te perdes sempre no caminho do regresso?
Porque é que me dizes essas palavras enfeitadas que não sentes?
Porque é que me fazes acreditar em ti?
Depois de todas as vezes em que partiste, continuei à espera que regressasses.
Depois de tudo o que levaste contigo, continuei à espera que me retribuísses.
Agora cresci: o mundo já não é o mesmo lugar.
Ainda há dias e que me esqueço que não sou como me sinto;
Ainda há dias em que divago no meu universo imaginário
E acredito que sou como esperas que eu seja.
Mas têm rareado, esses dias,
Porque agora eu cresci,

E então não quero ir dormir, porque sei que não vou sonhar contigo.
3 de Agosto de 2009

1 comentário:

Péssima Estreia disse...

gostei imenso a sério!
'Agora cresci: o mundo já não é o mesmo lugar.'