13/09/09

Não é que não hajam palavras suficientes,
Apenas não há as palavras certas:
Há palavras muito grandes,
E outras demasiado pequenas.
Nenhuma se ajusta na perfeição
E nem se usarmos diversas palavras,
Nos empenharmos na construção de frases,
O vamos conseguir definir com exactidão.
E se a definição não é exacta,
Acaba por prejudicar o conceito.
Assim, continuamos nesta incerteza de palavras,
Nesta indefinição de pensamentos,
O que a mim, a obstinada por verbalizações,
Não deixa de me saber muito bem.
É por isso que esquecemos as palavras,
Que não nos podem ajudar,
E vamos vivendo de momentos.

13 de Setembro de 2009

1 comentário:

Péssima Estreia disse...

eu gosto de palavras mas às vezes não consigo encontrar a certa. :\