22/09/09

Uma mão à volta da minha cintura e outra a segurar a minha mão. Chegas-me para perto de ti e começamos: um passo para a esquerda; um passo para a direita.
- Estamos a dançar, vês?
Não dizes nada, mas o teu sorriso apaga todos os rostos à minha volta e agora somos só nós os dois a movermo-nos desajeitadamente. Tentamos encaixar no ritmo da música, mas tudo o que ouço é o bater do meu coração acelerado e, debaixo da minha mão, no teu peito, um palpitar ao mesmo ritmo.
- Eu disse que nunca dançava e agora estamos a dançar!
Parecias orgulhoso, como uma criança que se portou bem e espera uma recompensa. E tudo o que eu consegui articular na minha cabeça foi “Que importa a dança? Que importa o mundo?» Nada.

2 comentários:

Péssima Estreia disse...

nao estou a ver onde está a lamechice toda! está muiiito fixe!

Péssima Estreia disse...

estive no quintal da minha avó x)) :b