23/10/09

Eu e o silêncio

Sou eu e o silêncio a partilhar este espaço do mundo
Eu sozinha e o silêncio a disputar lugar
E ambos ouvimos as minhas lágrimas,
As lágrimas da minha luta.
Estou presa num emaranhado de pensamentos
Que vão e vêm aleatoriamente.
E neste espaço do mundo, sou eu e o silêncio a lutar.
As lágrimas que ouves têm o som da derrota
Porque eu, num conflito contínuo comigo mesma,
Acabo sempre por perder:
Por perder a razão, por perder as palavras.
Não percebo as minhas dores,
Nem o tempo dos meus lamentos
E não te percebo a ti.
E estes pensamentos emaranhados
Fazem-me ficar fraca e deixam o silêncio ganhar.

E agora que não tenho palavras, não tenho como te dizer
Que não quero que te vás.
Fica comigo, fica ao meu lado, e expulsa o silêncio.

22 de Outubro de 2009

1 comentário:

Péssima Estreia disse...

e deste! gosto de todos bolas! vou começar a dizer que nao gosto de nenhum x)