09/11/09

Não gosto da facilidade com que te afastas de mim,
E como lidas tão bem com a distância entre nós.
Não gosto que não precises de me ver.
Não gosto como consegues passar sem me falar
E dizer-me que um dia destes não vens.
Não gosto porque eu não sou tão forte.
Eu não consigo afastar-me de ti,
E jamais teria força para me levantar e virar costas,
Muito menos para passar sem te ver
Ou prometer-te que um dia destes não venho.
Sim, tu fazes-me sentir fraca,
Tão estupidamente insuficiente.
E não gosto de saber que preciso mais de ti
Do que tu precisas de mim.

9 de Novembro de 2009

2 comentários:

Péssima Estreia disse...

isso sao daquelas coisas que nao se consegue ter a certeza senão perguntar-mos.

Péssima Estreia disse...

vai ler o que escrevi outra vez e não sejas burra!