10/07/09

O meu querer

Às vezes sinto-me tão pequena,
Como se o céu fosse demasiado longe para eu tocar.
E depois tu lembras-me que eu posso chegar onde quiser.

Às vezes sinto-me tão fraca,
Como se o vento que sopra fosse forte o suficiente para me derrubar.
E depois tu lembras-me que eu só cedo quando quiser.

Às vezes sinto-me tão perdida,
Como se o mundo fosse uma estrada demasiado longa para eu caminhar.
E depois tu lembras-me que há sempre lugar para eu pisar onde quiser.

Às vezes sinto-me amparada,
Como se estivesses presente em cada momento que eu precisar.
E depois percebo que tu não és real,
E tu lembras-me que existes sempre que eu assim quiser.
9 de Julho de 2009

5 comentários:

Péssima Estreia disse...

está taao bonito, a sério!

Péssima Estreia disse...

zoom :b ^^

0sk disse...

Obrigada n_n

Tu também tens muito talento mesmo,mas na escrita...

Teus textos ficam sempre bem... gosto mesmo...


*________*

Péssima Estreia disse...

pois :\

Péssima Estreia disse...

heart business x) mas é verdade. por mais pequenina que seja existe e isso já é tudo.